Filme: The Most – A ponte entre o agora e o depois

Oi geente! Beleza?

The Most é um curta-metragem de 2003 muito lindo e que traz uma mensagem maravilhosa! O curta recebeu a indicação para o Oscar de 2003 e também recebeu vários prêmios como:  Sundance Film Festival 2004, Palm Springs International 2003, Maui Film Festival 2003 e Heartland Film Festival 2003.

17092

O filme conta a história de um homem que trabalha em uma ponte, seu filho chamado Ladio de 8 anos e a transformação por meio de um sacrifício.

As coisas  estavam normais até que o pai do Ládio começou a sentir uma inquietação, uma angústia, uma tristeza e não sabia bem o porquê – era um presságio. Então, em belo dia (ou triste dia) Ladio pede para ir trabalhar com o pai na ponte e depois de algumas súplicas o pai acaba deixando.

290031696_640

Lá na ponte, o pai avisa que o trem vai chegar em 1 hora e que era pro Ladio ficar na beira do rio e quando faltasse meia hora para a chegada do trem, ele iria chamá-lo para ficar com ele. Acontece que um barco precisava passar por baixo da ponte e pra isso ela tinha que ser levantada. Só que por ironia do destino o trem se adiantou. Ladio vê o trem se aproximando e a ponte erguida, não consegue avisar o pai e tenta sozinho abaixar a alavanca pra descer a ponte. O problema é que ele não consegue, o pai percebe a chegada do trem e vê o seu filho caindo dentro das ferragens. Ele entra em desespero porque o trem tá muito perto e não vai dar para descer, salvar o filho, subir e abaixar a ponte. Ele tem que tomar uma decisão difícil:

1- Salvar o filho das ferragens e matar todas aquelas pessoas do trem ou 2- matar o filho e salvar todas as vidas do trem.

Qual seria a sua escolha?

Essa parte é muito forte -toda a bendita vez que eu assisto eu fico emocionada- Imagine um trem com crianças, jovens, velhos, pessoas que sofrem, viciados, rejeitados, arrogantes, sonhadores… e naquele momento, você tem o controle da vida delas.

A escolha foi feita. (Não sei se eu teria tal coragem)

The Most significa A Maioria e é uma analogia ao sacrifício que trouxe a Salvação. Deus teve que ver seu filho ser humilhado, maltratado, torturado, rejeitado pra poder salvar o mundo. A dor de um salvou a todos. E por mais que grande parte não valorize ou pelo menos reconheça, quando alguém tem sua vida transformada a dor daquele dia vale muito a pena. Mesmo que seja apenas uma pessoa, vale a pena.

São 37 minutos de filme, dá pra assistir, né? 🙂

Fizeram uma compilação do filme com a música do Ministério Livres para AdorarVai valer a pena. (São 6 minutos de vídeo) Mesmo curto, traz a mesma mensagem 😉

Espero que tenham gostado! ;D

 

 

 

 

Comments

comments

6 thoughts on “Filme: The Most – A ponte entre o agora e o depois

  1. Ai meu coração 🙁
    Sem dúvida, uma mensagem linda. Acho, porém, que por mais que criemos consciência da importância, da grandeza de sacrifícios como esse, só conseguimos nos decidir de fato por eles (ou não) na hora H!

    [Reply]

    Paloma Silva Reply:

    É isso mesmo, a gente só tem certeza de uma coisa assim no momento crucial, onde ou a gente acredita ou desacredita de vez.
    Cada um tem seu tempo, né?

    E fico feliz que tenha gostado do filme 🙂

    [Reply]

Troque figurinhas comigo! Comente sua opinião :)