Livros

Livro: Um Toque de Morte – Luiza Salazar

Oii! Beleza?

Fiquei um tempo sem postar, deu problema no outro blog, na vida hahaha e agora estamos aqui! Espero que a onda de azar tenha passado mexxmo! #oremos

Então vamos de resenha de livro nacional pra estrear esse cantinho novo! <3 o/

toque de morte

Um Toque de Morte – Luiza Salazar

Editora Draco – 2015

Gênero: Young Adult, Fantasia Urbana, Aventura

Páginas: 224

E se a Morte estivesse sempre ao alcance de suas mãos?

Pode me chamar de Kat. Eu daria tudo para ser apenas uma jovem universitária, preocupar-me com os assuntos discutidos nos trens, nos corredores das escolas, nas ruas: qual roupa vestir na festa, qual o futuro da política do país, quem vai ganhar o jogo esta noite. É, você entendeu.

Mas na minha cabeça só há espaço para uma preocupação: quem será a minha próxima vítima.

Eu sou uma Ceifadora. Isso significa que posso matar com um simples toque das mãos, um dom que desejava todos os dias não possuir. Mas quando aqueles dois estranhos apareceram na minha vida e fizeram tudo virar de pernas pro ar, comecei a entender que existem pessoas que fariam de tudo para controlar esse meu poder indesejável. Até mesmo me matar. É até irônico, né?

Um Toque de Morte é um romance fantástico de Luiza Salazar, uma aventura pelas sombras que se escondem nos becos da cidade.

Não se deixar envolver, não se aproximar demais. Essa é a maldição dos Ceifadores, não poder sentir o mundo com a própria pele.

Katherine Brown ou simplesmente Kat, é uma garota de 17 anos que cresceu em um orfanato até os 13. Ela tem um dom – se é que podemos chamar assim – bastante peculiar, tudo que ela tocar ou encostar em suas mãos, morrerá. Agora, em plena adolescência, ela é totalmente deslocada na escola, trabalha em um pub para um cara chamado Chefe e sua função é… matar.

capa um toqueee
Foto Reprodução: www.conversacult.com.br

Kat, tem uma amiga chamada Rebecca e ela não sabe sobre seus talentos, mas vemos na história que ela já entendeu que Katherine não é sociável ou abraçável mas que isso não significa que ela não goste, ela só não sabe – ou não pode – demonstrar carinho com contato físico.

“… Essa ideia sempre me assustou mais do que a morte. A morte eu consigo aceitar.

É a vida morta que me assusta.”

Tudo o que Kat mais queria era terminar o colegial e sumir do mapa, porém, a vida dela vira de ponta cabeça após um último serviço solicitado pelo Chefe. Ela que nunca foi atraente e toda atenção que chama é causada por sua “estranheza” tem agora dois garotos que saem na porrada por sua causa. Eric e Vince. Mas, não para por aí, Eric é um metamorfo que pertence à Ordem e Vince um ventríloquo que pertence à Legião.

É galera, agora que a história fica muito boa! hahahaha.

A pobre Katherine que sempre se virou sozinha, que sempre teve certeza das próprias escolhas, agora se vê no meio do fogo cruzado. Um dos lados só está querendo usá-la, mas qual? Legião versus Ordem sabem de coisas sobre sua mãe e sobre seu dom, mas ninguém conta tudo e óbvio, assim fica cada vez mais difícil saber em quem se pode confiar e se vale mesmo a pena escolher um lado.

Eu gostei muuito da história, entretanto, alguns pontos atrapalham. Por exemplo, Kat, Rebecca, Eric e Vince tem 17 anos, mas eles andam de carrão, saem de casa numa boa… às vezes eu me esquecia que eram adolescentes. Okay, a gente sabe que geralmente pessoas com poderes tem uma vida boa, mas juntar isso com o colégio foi meio estranho pra mim. Acredito que se fosse na faculdade, sei lá, faria mais sentido toda essa liberdade.

Fora isso, eu recomendo a leitura porque a parte mais legal das histórias em geral, é proporcionar ao leitor uma possibilidade de outra vida e te deixar livre para descobrir os mistérios. E isso acontece muito em Um Toque de Morte, eu estou até agora agoniada porque em cada momento algo culpabilizava um dos lados, mas depois você já entendia o motivo dos segredos ou joguinhos e isso deixa a gente a flor da pele! HAHAHA          A-do-rei!

Para comprar o livro, clique aqui

 

 

 

 

Comments

comments

Troque figurinhas comigo! Comente sua opinião :)