#DasAntigas: Burning Love – Elvis Presley (1973)

Oiiiiii! Tudo bem?

Eu não conheço profundamente o trabalho do Elvis Presley, na verdade, eu só comecei ouvir suas músicas recentemente porque o Spotify me indicou o álbum Elvis 30 #1 Hits que é basicamente uma coletânea de todas as músicas que foram número 1 nos Estados Unidos e na Inglaterra. O álbum foi lançado em 24 de setembro de 2002 e segundo a Wikipedia, compreende as melhores músicas do trabalho dele de 1956 à 1977.

Pensando no século 20 e na forma que a arte estava se apresentando pra gente, por mais que eu não o veja com grande esmero e tudo mais, não posso negar que ele realmente foi um grande músico que  não se limitou no fazer de sua arte. E isso reflete hoje em dia, porque talvez se ele não tivesse feito tudo o que fez, interpretado suas canções da forma feita, muitos cantores e bandas que vieram depois dele talvez não tivessem evoluído na música ou talvez nem tivessem tentado. Entendem?

Mas eu tô aqui pra falar da música e não do Elvis, não é mesmo? HAHAHA

Bem, Burning Love foi composta por Dennis Linde e foi gravada pela primeira vez por Arthur Alexander mas não fez assim tanto sucesso sabe. Daí, a música chegou ao conhecimento do Elvis que junto com o produtor e com o próprio Dennis Linde deram uma nova roupagem a música e ela se tornou uma das mais famosas e marcou primeiro lugar nas rádios sem parar.

_____   _____ _____ _____ _____

Eu conheci Burning Love no filme Treinando o Papai <3 mas nem imaginei que era do Elvis, rs. ( O que é meio estranho, porque o The Rock é fã do Elvis, o personagem que o The Rock interpreta é fã do Elvis e eles fazem várias referências ao Elvis no filme todo, então é meio óbvio que a música dos créditos finais fosse do…. Elvis!!!).

Agora aperta o Play!

Espero que tenham gostado e isso é tudo, pessoal! 

Comments

comments

4 thoughts on “#DasAntigas: Burning Love – Elvis Presley (1973)

  1. Eu gosto mais de Elvis pela história e importância do que pelas músicas em si. Buddy Holly, um dos “criadores” do rock era um cara que compunha, tocava e cantava. Algo que parece muito mais poderoso do que Elvis que praticamente não compunha e “só” cantava. Mas, não fossem as interpretações poderosas do Elvis, muitas músicas não teriam chegado aos ouvidos de tantos, muitas bandas não teriam se desenvolvido da forma como fizeram… O próprio Holly disse que eles não teriam conseguido se não fosse por Elvis! Sobre Burning Love, é uma música que eu acho legal até. Gostei de encontrá-la por aqui.

    [Reply]

    Paloma Silva Reply:

    É isso mesmo… para ter algo grande é preciso de pequenas partes, alguns são super valorizados kkkk mas tudo bem, o importante é ver onde está chegando, o que está sendo feito.
    Eu não consigo ficar parada com Burning Love HAHAHAHA difícil.

    Bejos, Lari!

    [Reply]

Troque figurinhas comigo! Comente sua opinião :)