Livro: O Lado Feio do Amor – Colleen Hoover

Oiiiii! Beleza?

Que estamos propensos à feridas ao longo da vida, todos sabemos.  Às vezes acontece de serem só uns raladinhos, nada demais. Só que nem todas as pessoas tem a mesma sorte… e aí conhecemos o Lado Feio do Amor… 

O Lado Feio do Amor – Colleen Hoover

Galera Record, 2015

Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo… apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

Para comprar, clique aqui


O Lado Feio do Amor (Ugly Love) é uma história muito profunda, você vai mergulhando nos sentimentos, opiniões dos personagens e tudo o que lhe resta é sentir o que eles sentem. É como se o leitor e os personagens se tornassem um. O leitor é sensibilizado em um nível hard! HAHAHA.

Eu ADOREI a escrita da autora. Sinto em mim a necessidade de ler outros livros dela, é tão simples, tão profundo, tão tranquilo mesmo quando narra algo ruim. O humor e a  ironia dela me ganharam demais. E eu queria parabenizar à Priscila Catão que arrasou na tradução (Não que eu saiba inglês, mas só quero deixar registrado aqui minha admiração).

As partes feias do amor não podem levantar você. Elas levam você para baixo.

ENTRETANTO, eu não posso seguir sem falar alguma coisa à respeito do comportamento do Miles. Ele foi sim machucado ainda muito novo… a mãe morreu, o pai já arrumou outra e ainda teve o ponto X³ que desgraçou tudo de vez. Eu entendo, eu compreendo. PORÉM, não consigo ignorar alguns pontos no relacionamento dele com a Tate. Na real, tem uma cena que deve desgraçar com a mente de todo mundo. 

Taí um clichê da história (que acontece muito na vida real): “Ai, eu sofri muito na vida, desculpa” ou “eu não queria ser assim, mas a vida que vivi me transformou nisso”.  E enquanto o personagem se lamenta, ele também fere as pessoas que o cerca com o seu comportamento ríspido. (Mais vida real que isso, desconheço, rs).

Tudo isso valeu a pena. São momentos bonitos como esse que compensam o lado feio do amor.

Tate é uma mulher com carreira, independente mas não forte o suficiente pra seguir com o acordo do: “é só sexo, beleza?”. Mesmo eu não gostando (vou repetir o discurso) de alguns aspectos no relacionamento dela com o Miles, não posso negar que ele é um cara muito interessante e que rola uma química gigantesca entre eles. E claro, você torce loucamente para que 1- Tate para de ser a menina que ele pega quando quer dar uma aliviada (mesmo ela gostando demais, DEMAIS do sexo dele) ou 2- para que o Miles deixe o passado no passado e passe a viver a vida!

É uma história com muitas emoções, meus amigos, chega a ser extremista! hahaha. É quente, é romântico. É frio, é doloroso.

É uma história sobre o amor e não sobre sexo, é sobre ser resiliente, é sobre se perder e ter a sorte de se achar.

Recomendo!

 

Comments

comments

Troque figurinhas comigo! Comente sua opinião :)