Documentários

Documentário: What Happened, Miss Simone?

Oiiii!

 

No documentário What Happened, Miss Simone? somos apresentados à uma grande mulher que vai além de sua voz singular e performance inesquecível, Nina Simone é inexplicavelmente arrebatadora, cativante e surpreendente. Com todo respeito, ela é um MULHERÃO DA PORR@!

 

 

Por volta da década de 50, Eunice Kathleen Waymon começou a usar o nome artístico Nina Simone para que pudesse tocar escondido de seus pais nos bares de Nova York, enquanto tentava uma vaga no Instituto de Música Curtis. O sonho de Eunice era ser a primeira pianista negra a ser uma concertista neste Intituto, mas o racismo não permitiu sua entrada mesmo ela sendo uma excelente pianista.

Os anos se passaram e sua voz e seu jeito único começaram a chamar atenção e a agradar o público. Para os músicos, Nina Simone é quase uma deusa das teclas. Por ter estudado durante anos música clássica, Nina conseguia com veemência mesclar o erudito e o popular. Ela tinha a liberdade de improvisação natural do Jazz e o metódico e comedido do clássico.

Nos anos 60, a onda racista tomou conta com grande força dos Estados Unidos e Nina Simone estava ao lado de Martin Luther King, Malcom X, entre outros, lutando contra a opressão. Entretanto, enquanto o Mr. King tinha diálogos de paz e contra a violência, Nina Simone ardia e queria justiça, não importando-se como ela viria, se fosse com sangue ou não.

Ela foi uma grande ativista, sua voz, suas canções estavam na língua do povo e ela usou isso para fortalecer. Músicas como Work Song traziam o fervor necessário para aguentar a turbulência.

 

Quebrando pedras aqui na cadeia
Quebrando pedras e cumprindo minha pena
Quebrando pedras aqui na cadeia
Porque eles me julgaram culpada
Segure-a firme aí, enquanto eu a quebro
Bem acho que deveria considerar
Que estou
Trabalhando e trabalhando
Mas ainda falta muito até o fim

Além da música e de seu ativismo, Nina casou-se e teve uma filha, e por um bom tempo viveu feliz com sua família. Depois, foi agredida pelo marido, foi incompreendida como artista e anos mais tarde foi diagnosticada com Transtorno Bipolar (e isso explica muito de seu comportamento em diversas situações ao longo de sua vida, principalmente com sua filha).

A grande Nina Simone caiu e praticamente viveu na miséria depois que o dinheiro acabou… seu retorno se deu graças à amigos antigos e à sua força de vontade, sua música sobre dor e amor ainda tocavam os ouvintes e antes de partir seu talento foi valorizado e seu sonho de infância foi realizado.

E eu não tenho mais palavras para falar sobre essa mulher, sua arte e trajetória e como ela é incrível pra mim.

Recomendo demais esse documentário!

 

“LIBERDADE É NÃO TER MEDO”

Nina Simone

Até a próxima!

 

Comments

comments

Troque figurinhas comigo! Comente sua opinião :)